Lilypie Kids Birthday tickers Lilypie Fifth Birthday tickers

dezembro 19, 2008

Rabanadas e Reveillon

Caríssimos, queridíssimos, amicíssimos, amantíssimos e mais muitas outras coisas acabadas em íssimos,

faço votos (e filhóses e rabanadas e sonhos - que remédio, ninguém os faz por mim) que tenham um Natal cheio de bacalhau com todos (sendo que o "todos" são as batatas e as couves e não todos os amigos e familiares que neste caso seriam os amigos e familiares do bacalhau uma vez que é "bacalhau com todos"), muitas prendas no sapatinho ou na meia (sendo que prendas na meia é mais complicado porque pôr meias dentro de meias pode ser considerado canibalismo, ou não?) ou na chaminé (cuidado que se a lareira estiver acessa o Pai Natal não só é capaz de chamuscar as barbas como é muito possível que os presentes sejam incinerados e que recebam as suas cinzas - depois sempre podem deitá-las ao mar, é bonito) e toda a família reunida (vá lá não esqueçam a tia solteirona que é chata como a potassa ou aquela prima que é considerada a ovelha negra da família porque usa piercings e veste de preto - afinal de contas, e para todos os efeitos, são da família) porque é isso que faz do Natal o que ele é.

Eu vou de férias, só volto para o Ano. Vai saber-me muito bem passar estes diazinhos no sofá com um cházinho e umas rabanadas e a lareira acesa, a fazer zapping que nem uma maluca. É possível que não volte aqui tão cedo, afinal de contas vou estar em hibernação.

Beijos grandes para todos, um Santo Natal (ou não, que isto do "santo" tem muito que se lhe diga) e um ano novo cheio de dias bons (para aí 365 ou 366).

Até 2009!!!

PS: Por favor não olvidem a cueca azul...

dezembro 18, 2008

Rs na Ribalta

Na Terça foi a Festa de Natal da escolinha das Rs.

A D.Rf fez de Estrela (porque é a mais alta). E no ballet fez de Rena.
A D.Rn fez de Fada.

Pensei que a D.Rn não ía querer entrar porque é muito envergonhada mas ela lá foi, cantou, dançou, conversou com a colega do lado enquanto discutiam, penso eu, sobre de que material seriam feitas as varinhas de condão que cada uma levava nas mãos. Nem sequer nos viu na plateia embora estivessemos todos (eu e o Sr. marido, os meus pais e a minha sogra) a acenar e a mandar beijinhos para o palco (feitos totós).

A D.Rf esteve bem como sempre, muito contente, muito risonha sem se esquecer do que tinha que fazer sempre a ajeitar os cabelos e os conrninhos de rena que teimavam em cair mas também com a perfeita noção de que ali estavamos todos a olhar para ela e por isso ía sorrindo e acenando.

Um sucesso...

dezembro 17, 2008

R Rebolando

De maneiras que, por este andar, quando chegar o Natal já vou a rebolar...

Ontem, reunião de equipa e almoço com a equipa. Hoje, reunião da outra equipa e almoço com a outra equipa. Amanhã, almoço de Natal do Departamento. Já para não falar que na Segunda que foi o almoço de Natal da Empresa (felizmente foi fraquinho).

Pois é as mentes brilhantes aqui do Office têm a mania do Show Off e isso só pode dar fiasco. Almoço todo pomposo na Quinta da Bela Vista. Aqueles pratos enormes com uma cenoura baby e um couve de Bruxelas no meio (não era bem, mas quase) e sem direito a repetir porque estava à conta. O local era muito frio e impessoal os discursos foram massudos e sem interesse, com muita auto-promoção pelo meio o que só fica mal.

Tivemos como convidado surpresa o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, o que salvou a honra do convento mas como tudo se atrasou (como é hábito porque há sempre quem fale mais do que o que deve) já estava tudo como o fogo no cu para ir dali para fora. Ainda conseguimos sair de fininho entre o brinde com o champagne e a chegada do bolo de aniversário (aproveitaram o almoço de Natal para comemorar os 60 anos da empresa em Portugal).

Como não podia deixar de ser e sem surpresas, as peruas foram todas aperaltadas (andam semanas inteiras preocupadas com a fatiota - coisas de quem não tem nada de mais interessante para fazer) e houve muita gente, o jantar todo, com o sorriso 33 na cara...

dezembro 12, 2008

R de Fim de Semana

Não tenho tempo para mais porque

Segunda Feira vai ser o almoço de Natal da Empresa e eu tenho que ir para o costureiro fazer as últimas "afinações" na toilet, tenho que ir para o Salão de Beleza tratar das unhas e do cabelo e da depilação e de tudo e tudo para depois parecer um pavão emproado, como umas e outras que nem dormem com a excita.

NOT!!!

Vou mas é laurear a pevide e passar um FDS entre Rs porque para o almoço de Natal vou mas é de calças de ganga...

Bom fim de semana

dezembro 09, 2008

R em "Noite de TeRRoR"

A semana passada foi um corropio.

Segunda foi feriado e dia de fazer a Árvore de Natal, faço quase sempre a árvore no dia 1.

A Terça foi pacífica mas quando a noite chegou transformou-se num autêntico thriller. A D.Rn estava com muita tosse. Tossia e choramingava e lá ía eu tapá-la e dar-lhe a chucha, isto repetiu-se n vezes até eu achar que já chegava e de a levar para a minha cama, coisa que ela já tinha pedido. Chega à minha cama e mais tosse para cá e mais tosse para lá e destapa-se e destapa-nos e dá pontapés até que:
-Não quero a tua cama!
Levei-a outra vez para a cama dela. E tosse para cá e tosse para lá e dei-lhe água e levantei-me mais uma meia dúzia de vezes e ela resolveu beber a água sozinha e despeja metade do copo no pijama e tenho que lhe mudar o pijama e a camisola interior. Tosse mais daqui e tosse mais dali, resolvi ir deitar-me com ela, sempre conseguia estar mais tempo deitada. E tosse mais daqui e tosse mais dali e quer mais água e vou dar-lha e bruta do catano (eu, claro!) despejo-lhe a água no pijama. Diz ela:
-Agora foste tu!
Muda o pijama e a camisola interior outra vez. E tosse mais daqui e tosse mais dali e vomita (só água e expectoração) e torna a mudar o pijama. O Sr.Marido levanta-se e vai aquecer-lhe um leitinho, vem dar-lho e ela:
-Quero com chocolate!
Vai de pôr chocolate e bebeu tudo de um só fôlego (isto já era, 5 e tal da matina). levo-a para a minha cama porque a dela estava fora de serviço mas ela não queria e chorou e chorou e tossiu e chorou. Peguei-lhe ao colo encostei-lhe a cabeça no meu peito e foi assim que adormeceu já às 6 da manhã. É claro que eu não me levantei às 06.20h como de costume porque senão vinha para aqui dormir e deixei-me ficar até às 08.00h. Afinal de contas mais vale chegar atrasada do que telefonar a dizer que não vinha porque tinha a minha filha doente. Elas foram para casa dos meus pais (as duas de pijama) e assim foi.

A curiosidade é que mesmo com este reboliço todo durante a noite e dormindo as duas no mesmo quarto a D.Rf nem pestanejou, dormiu a noite toda que nem uma anjinha (acho que nem a banda filarmónica a acordava)...

dezembro 04, 2008

Report (MIA)

Esta semana foi de loucos.

Não tenho tido tempo para nada. Tenho passado esporadicamente pelas vossas maisons e tenho descurado a minha.

As Rs incluindo a maior (eu) têm estado com uma tosse cavernosa e por isso não tenho dormido grande coisa.

Felizmente amanhã estou em casa.

Caso não tenham reparado a D.Rn está a ficar velha...

Bom Fim de Semana a Todos

novembro 27, 2008

R Skywalker

Não, não caminho no céu!!!

Ontem, enquanto seguia pelo meu adorado IC19, reparei nos nomes das localidades escritos no alcatrão em letras garrafais e pensei:
-Esta estrada parece mesmo o começo dos filmes da saga "Guerra das Estrelas"!
Sabem quando o filme começa e vão passando as letras que servem de prólogo ao filme? Era tal e qual. Tão real que estava a ver quando é que me aparecia o Darth Vader no meio da estrada com a sua "espada luminosa" feito polícia sinaleiro.

May the force be with you...

novembro 26, 2008

R Aflitinha

Oh pá eu ía escrever aqui um post muito bom mas tenho mesmo mesmo que ir fazer xixi...

Fui!

novembro 21, 2008

Ratos & Cerveja?

Vi outro dia no noticiário da uma a seguinte notícia:
Hamelin (cidade na Alemanha) confrontada com invasão de ratos. Ao que parece têm um decreto lei que proíbe a utilização de venenos e como tal não sabem o que fazer.

São muito otários, então já não se lembram do Flautista???
Tótos...Mas desta vez a ver se cumprem o acordo.

Bom Fim de Semana a Todos

novembro 20, 2008

R Muito Atarefada

A Prima Inês, a minha sobrinha pequenita faz 1 ano no Sábado.

A D.Rf sai-se com esta:
-Lá vou eu ter que ajudar a prima Inês a soprar a vela e a desembrulhar os presentes. O trabalho que estas miúdas me dão!

novembro 19, 2008

Rs Na Cozinha e Outras Preciosidades

Ontem a D.Rf quis voltar a dizer que estava expulsa mas não se lembrava outra vez como era, lembrou-se de estafada e disse:
-Mamã, estou estufada!

A Táta anda numa de inventar canções.
-Mamã sabes aquela do porquinho?
-Não.
-Era um porquinho coitadinho muito pequenino e outras coisas mais que um porquinho possa ser
-Mamã sabes aquela do Pai Natal?
-Não.
-E o Pai natal vem com os presentes e trás o trenó e mais outras tantas coisas
que o Pai Natal possa fazer


Tudo cantado sempre com a mesma música e sem o mínimo de rimas...

Ainda a Táta
-Mamã sabes o que é este barulho?
-Não. (não se ouve barulho nenhum)
-É martelar. Sabes quem está a martelar?
-Não.
-São os Duendes.
A minha filha vive num mundo muito especial.

Como fazer duas Rs felizes em 3 tempos:

-Comprar uma couve lombarda
-Arranjar a couve lombarda
-Encontrar uma lesma da couve lombarda

Grande festa
D.Rf:-Olha Maninha é tão gira.
D.Rf:-Se eu tivesse uma caixinha guardava-a
D.Rf:-Posso guardá-la na casa das tartarugas?
Táta:-Podemos pô-la na casa da Barbie.
Sr.Marido:-Dá ao gato para ele a comer.
Sr.Marido:-Põe-a no lixo.
As Duas:-Coitadinha.
Eu:-Dá ao Papá para ele a mandar pela janela lá para baixo para a relvinha.
Sr.Marido::-Põe-a mas é no lixo.
Eu largo o que estou a fazer, abro o estore da cozinha, abro a janela, ponho a lesma num bocadinho de couve e mando-a pela janela.

novembro 18, 2008

R em "Do que nos lembramos durante o lanche"

Agora ao lanche, em conversa com as colegas do costume, chegámos à conclusão que deveríam inventar um dispositivo (tipo alarme) sonoro que nos alertasse para a braguilha aberta. Outro dia resolvi ir à Decathlon à hora de almoço, fiz as minhas compras e ao sair, já enquanto entrava no carro, reparei que tinha ainda o cartão da empresa pendurado na presilha das calças e como se não bastasse tinha também a braguilha aberta.

Outra que me lembrei também há pouco.
Houve em Março ou em Maio já não sei precisar, uma reunião geral aqui do office À qual eu não fui por estar doente (nunca gostei tanto de estar doente na vida). Um dos Tótos que foi fazer a sua apresentação, que pertence ao Departamento de Comunicação e que supostamente deveria pelo menos falar português correcto fartou-se de dar pontapés na gramática principalmente no que diz respeito ao possamos/"póssamos" e ao façamos/"fáçamos", foi de meter dó. Felizmente o Director Geral é Americano e não percebe lá muito bem o que a gente diz.

Outro dia enquanto conversava com a D.Rf ela sai-me com esta:
- Pois é Mamã mas isso não quer dizer que possamos brincar com ela.
E eu fiquei muito orgulhosa da minha R mais velha que fala melhor que o Tótó lá do Office...

novembro 17, 2008

Rabitesas

Fim de Semana sempre a abrir

Sábado de manhã piscina com elas, almoço com os sogros e brincadeira com sobrinhita pequenita.

A D.Rf comeu desalmadamente, nunca a tinha visto comer assim tão depressa (ela come bem mas é muito molengona). O facto de ter vindo da natação e de o almoço ser um dos seus pratos favoritos (arroz de polvo) ajudou à festa. Até a sopa que costuma ser cheia de "Come a sopa Rf!" escorregou num instante. Toda a gente estava estupefacta com aquela rapidez.

Depois do almoço, a caminho de casa queria ir dar um passeio, eu disse que não dava porque tinha muita coisa para fazer e ela:
- Logo hoje que eu comi tão bem e depressa não tenho direito a ir dar um passeio.
É claro que depois deta argumentação tive que ir com elas dar uma volta. Íamos até à Quinta da Regaleira mas estava apinhada e não tinha onde deixar o carro por isso fui até à Lagoa Azul. Não é nada de especial mas elas gostam sempre de ver água ainda para mais com patinhos pelo meio. Andámos pelo meio da "floresta" e aTáta só perguntava se havia lobos, se havia raposas, se havia morcegos.
Comprei uma embalagenzinha de Queijadas de Sintra e ala para casa.

O meu sogro deu um bombom de chocolate (embrulhado em formato rebuçado) à Táta. A Táta:
-É um rebuxado avô!
- Não! É um chocolate.
- Um chocolate rudondo?

Chamei a Táta para lhe dizer que havia qualquer coisa que estava espalhado ou desarrumado já não me lembro bem, o que me lembro bem é da resposta dela:
- E o que é que queres que eu faça? (dito com ar de rabitesa)

novembro 14, 2008

Rs na Piscina

As Rs também retomaram a natação, que para elas é mais brincar na piscina. A D.Rf já vai fazendo alguns exercícios de iniciação mas a D.Rn é só mesmo adaptação ao meio aquático.

Começaram as duas por volta dos 7 meses e sempre foi uma coisa que as deixou felizes por isso não penso sequer duas vezes quando as inscrevo. Este ano começaram mais tarde porque a piscina ao pé de nós esteve fechada para obras e só abriu agora em Novembro. No entanto estive este tempo todo a estudar os horários e não me estava a agradar muito porque ao Sábado às 11.30h era tarde para depois despachar os banhos e vir almoçar a casa dos sogros (era muito apertado). Consultei os horários da piscina onde eu ando e decidi-me a inscreve-las lá. Têm dois dias por semana e pagamos de mensalidade 1,20€ a mais que na outra com apenas uma aula por semana. Os meus pais a meio da semana levam-nas e a aula acaba mesmo a tempo de eu passar por lá e as apanhar na ida para casa (já têm banho tomado por isso adianta-me o serviço) além disso como somos três a andar lá a D.Rn ainda tem 30% de desconto na mensalidade. Melhor ainda a Prof. que dá aula ao Sábado à D.Rf foi a que sempre a acompanhou desde os 7 meses de idade...

A D.Rn começou no Sábado e pela primeira vez sózinha (eu já não tenho direito a nada) e eu pensei que a coisa não ia ser fácil porque ela nunca tinha posto os pés no chão assim numa aula de natação e ainda por cima sem mim lá dentro (achei que ía ser difícil) mas foi pacífico, a Prof. dela entrou muito bem com ela na brincadeira e ela lá foi, passado 5 minutos já andava na boa.

novembro 13, 2008

R na Piscina

Isto anda um bocado lento...

A natação continua, às vezes saio de lá quase de gatas outras nem por isso. Na minha aula sou só eu do sexo feminino o resto são homens de negócios (vão todos engravatados). Quando a aula termina a Prof. costuma dizer que podemos estar à vontade. Eu fico no relax a descansar eles põem-se a fazer corridas (típico de macho, sempre em competição). Outro dia saí da piscina e disse para a Prof:
- Então enquanto os rapazes brincam eu vou sair de fininho.
Há lá outra além de mim mas que anda meia aula antes (não percebo como é mas chega antes de mim e sai antes de mim por isso deduzo que ande meia aula antes), é uma trombuda. Quando me vou vestir já está quase pronta e nem bom dia nem boa tarde, nem até amanhã nem bom fim de semana.

Já disse à Prof. que isto da natação é total e completamente contraproducente porque eu saio de lá esgalgada de fome e pronta a comer este mundo e o outro...

novembro 11, 2008

R e a Música

Finalmente um jogo à minha medida que roubei descaradamente à Gi




Depeche Mode é mesmo a minha onda, não há muitos outros grupos/artistas de que goste de praticamente todas as canções como eles, talvez só mesmo UB40 (tem tudo a ver não tem ?) nem sequer consigo escolher uma canção ou um álbum favorito. Gosto particularmente das letras deles cheias de significado e de indirectas. Com muitas críticas principalmente à igreja.

Darkest Bliss, parece-me bem...

novembro 07, 2008

Raspando-me para o Fim de Semana

Ontem

- Mamã, a Inês tem umas canetas com brilhates que comprou no Shopping ao pé da casa dela. Eu não sei muito bem o que é um Shopping.
- É um Centro Comercial.
- Ah! Eu pensei que era aquele jogo que se jogava com um taco e uns patins.
- Não filha. Isso é Hóquei!

Cheguei a casa e fiquei espantada porque estavam a limpar a escada (não foi por isso que fiquei espantada porque limpam a escada todas as semanas), quando entrei reparei que era um rapaz que andava de esfregona na mão a lavar. Fiquei surpreendida porque não é costume ver homens nas limpezas. Felizmente ainda há aqueles que quando precisam de trabalhar trabalham e não se agarram a subsídios disto e daquilo e que não se põe a arrumar carros ou a roubar no metro.

Bom Fim de Semana

novembro 06, 2008

Roda da Sorte

Há pouco lia no Dualidades um post sobre o Herman José e a Nova/Velha Roda da Sorte. O colega blogueiro e os seus comentadores, não gostam da Roda da Sorte e já não têm pachorra para o Herman José.

No entanto devo dizer que não fosse o Herman José e a Nova/Velha Roda da Sorte e a D.Rf ainda não teria aprendido a tocar a flauta do Noddy com o nariz.

Obrigada Herman José...

novembro 05, 2008

Roubei um Desafio

Pois é, roubei um desafio lá na Mariazinha do Consultório.

Já há muito que não respondia a um e gostei deste por isso cá vai:

- Colocar uma foto nossa Totalmente desnecessário

- Escolher uma banda. – Depeche Mode

- Responder às questões com títulos de canções da banda escolhida.

1.És homem ou mulher? Walking in My Shoes

2.Descreve-te. Precious

3. O que as pessoas acham de ti. Sweetest Perfection (gaba-te cesta)

4. Como descreves o teu último relacionamento? Shake the Disease

5. Descreve o estado actual da tua relação. Just can’t get enough

6. Onde gostarias de estar agora? Dream On

7. O que pensas a respeito do amor? Sacred

8. Como é a tua vida? A Question of Time

9. O que pedirias se pudesses ter só um desejo? Blue Dress

10. Escreve uma frase sábia. Enjoy the Silence

outubro 31, 2008

Rebuçados é o que elas são...

Cada vez mais me convenço que as minhas filhas são muito à frente e que têm uma imaginação levada da breca.

D.Rn

Estávamos no carro, ao fim da tarde de regresso a casa, a mana mais velha dormia (de boca aberta como sempre) e ela tinha no colo a caixinha de bolachas que costumo levar todos os dias, para elas petiscarem enquanto vamos no IC19. Olho para trás e vejo a caixa quase vazia:

- Táta, não é preciso comer as bolachas todas, tapa a caixinha.
- Não porque senão depois os esquilos vêm e comem as bolachas.
- Não comem nada. Se tapares a caixa eles não conseguem comer.
- Exactamente.

Olho para trás e vejo que pôs a tampa na caixa mas a caixa já estava vazia (será que o esquilo conseguiu apanhar as bolachas antes da caixa estar fechada?). São danados estes esquilos...

D.Rf

- Mamã eu quando fôr grande quero ser enfermeira dos bebés. Quero estar lá quando eles forem nascer e ajudar as mães a escolherem os nomes para eles.
Pode ser que assim não nasça mais nenhuma Emengarda ou um Joselino...

Ontem quando a fui chamar para jantar estava a passar no Panda a nova musica do Sardet (blharg!) com um clip todo colorido e até estava fixe para os putos. Pûs-me a cantar com ela. Quando acabou a canção disse-lhe:

- Sabes, a Mamã gosta mesmo de ti daqui até à Lua!
- E eu gosto de ti daqui até ao Sol...

Bom Fim de Semana a Todos

outubro 30, 2008

Reportagem Fotográfica no "Jardim"

Tomem lá algumas das milhentas fotos que tirei na Madeira, seus "CHATOS".

Ainda falta da parte de cima e ainda mais bonita, da ilha. Principalmente São Vicente e Porto Moniz e as do Funchal. Fica para outras núpcias porque já estou cansada e tenho que me pôr na alheta.


Câmara de Lobos



















Cabo Girão



















Ribeira Brava
























Madalena do Mar
























Camacha






















Porto da Cruz
























Santana

























As "Queimadas"

























Pico Ruivo

outubro 27, 2008

Rs Sempre de Olho Vivo!

No Sábado a D.Rf quis levar a casa da Barbie que o pai lhes tinha comprado na Sexta para casa da avó para brincar. Ao fim da tarde quando regressámos a casa e como eu estava carregada ela teve que ir a arrastar o saco com a casa da Barbie até à "nossa" casa. Quando chegámos à porta ela encosta-se ofegante e diz:
- Ufa! Estou expulsa!

Para quem não percebeu ela queria dizes exausta...

Ontem estivemos na festa de aniversário da filha de uns amigos que fazia 4 anos. A Táta (D.Rn) que ainda não tem 3 é do tamanho dela, será porque:
enquanto a D.Rf e os outros putos suavam, saltavam, pulavam e rebolavam nos insufláveis, ela estava sentada à mesa a comer???

Hoje conversa no carro entre as duas
-Quando uma pessoa está desmaida a gente vai acordá-la. Se for menino dá-lhe uma beijo na boca se for menina dá-lhe um beijo na cara...

Que é isto??? A história do Belo Adormecido???

outubro 22, 2008

Rs no "Jardim"

Qual Maurícias qual quê!!!

A Ilha da Madeira é mil vezes mais bonita que as Maurícias só não tem aquelas praias de areia branca e água quente porque em termos de paisagem ganha aos pontos.

Nunca vi tanta vegetação na minha vida (é como Sintra que eu adoro mas muito maior), tanta escarpa e montanha a perder de vista com cascatas de água a despencar lá de cima.

Também nunca passei em tanto túnel seguido em toda a minha vida. Pois esta ilha é um autêntico queijo Suiço, parece habitada por uma toupeira gigante e tem túneis atrás de túneis atrás de túneis, túneis bifurcados, com "janelas", com escapatórias de emergência e saídas para a rua "a penantes".

Eu achei que aquela ilha está fantástica e gostava de ter a vida que o pessoal de lá tem, não há stress, não há horas de pontas, não há trânsito, tivesse eu lá o emprego que tenho aqui e dizia-vos como era.

Podem dizer o que quiserem do Alberto João, ele pode estar sempre a exigir dinheiro, supostamente do "nosso" aqui do continente mas ele pede e não o põe no bolso, a Ilha está toda arranjada, limpa, não se vê lixo no chão. Nem se vê miséria, mendigos, barracas e olhem que eu calcorreei quase a ilha toda.

Saíamos do Hotel depois do pequeno almoço almoçávamos onde calhava e só regressávamos por volta das 19.00h para tomar um duchezinho e ir jantar. Alugámos dois carros (os meus sogros também foram) e foi sempre a abrir.

Aconselho vivamente!!!

Amanhã se der ainda posto aqui uma das belas fotos que tirei...

outubro 15, 2008

Rs em "Ribeira Brava" estreia no final desta semana

Este fim de semana não foi muito profícuo.

Na Sexta-Feira fiz as minhas compras no Continente Online e comprei uma Polly para a D.Rf e um livrinho do Pocoyo para a D.Rn. O Sr.foi entregar as compras e quando as estava a tirar dos sacos chamei a D.Rf e dei-lhe a Polly. Pergunta dela:
-Mamã, como é que o Sr. sabia que eu gostava de Pollys???

Sábado tivemos o almoço da praxe em casa dos sogros com os cunhados e a sobrinha linda. É sempre bom ver as priminhas cheias de mimo umas para as as outras. Depois do almoço resolvi ir com as Rs a Sintra, ao Palácio da Vila, ver a exposição que lá está sobre “Piratas”. As Rs ficaram todas contentes. Vou a caminho de Sintra e reparei que não tinha gasolina (o coisinho já estava a piscar) e como tenho pavor de ficar sem gasolina fui à BP, na rotunda à entrada de Sintra prontinha para dar comida ao carrito. Chego lá e a gasolineira tinha o multibanco fora de serviço. Eu, como ando sempre sem dinheiro, pago tudo com cartão e por isso não tive alternativa e segui viagem. Entretanto mais lá à frente há outra bomba da BP e resolvo lá ir. Chego lá e “multibanco fora de serviço”. Fiquei em estado de choque, ainda por cima o Sr. que lá estava disse que tinha ouvido na rádio que estava tudo fora de serviço desde o Algueirão. Não tive mesmo alternativa se não dar meia volta e voltar para bomba onde tinha ido primeiro, pôr 5€ de gasolina, que era a única nota que tinha na carteira, convencer as Rs que a culpa não era minha e que na semana a seguir iríamos ver os “Piratas” e utilizar as poucas moedas que ainda tinha no porta moedas da Pucca, que a D.Rf me deu, para comprar gelados para todas e ficar tesa que nem um carapau.

No Domingo fui ao Colombo com a D.Rf para lhe renovar o guarda fato (esta gente pequena, é roupa nova todas as estações) que o tempo já pede aconchego.

Ontem não vim trabalhar. Fui fazer a minha endoscopia (desta vez com anestesia) para biopsar e retirar alguns dos meus amigos pólipos. Pelo que a Dra. me disse eles são "microcoisos" e por isso muito pequenos e não preocupantes. Tive direito ao meu tratamento VIP, ao cházinho e bolachinhas depois de acordar e a uma má disposição e uma dor de cabeça monumental durante a noite e durante o dia de hoje.

Ah! Já me esquecia! Amanhã os Rs vão de visita ao Alberto João, se tiverem algum recado digam agora ou calem-se para sempre…

Volto na Terça

outubro 10, 2008

R Enviando Telegrama

Hoje não tenho tempo STOP
vou almoçar fora STOP
já não volto STOP
Bom fim de semana STOP

outubro 09, 2008

Rs - Sempre a Surpreender

Ontem a D.Rf encontrou, lá no meio da brincalhada, a Bratz Baby (Sereia) que ela adora. Então quis tomar banho com ela, esteve a penteá-la a pôr-lhe ganchinhos e tótós e depois pô-la em cima da cama para dormir com ela.

Passado um tempo e quando as estava a preparar para se deitarem a D.Rn viu a Bratz pegou nela e disse que queria dormir com ela. Como a D.Rf estava na casa de banho a lavar os dentes eu disse-lhe:
-Então põe-a já aí debaixo dos lençóis para a mana não se lembrar dela!
Ela escondeu a Bratz debaixo dos lençõs e começou a dizer:
-Escondi a Bratz para a mana não ver.
Eu dizia-lhe para se calar porque senão a mana lembrava-se da Brazt e depois era uma guerra e ela calava-se, depois começava outra vez. A D.Rf quase a sair da casa de banho e a outra nunca mais se calava. Tive que lhe pôr a chucha na boca para ela se calar.

Entretanto a D.Rf deitou-se, fui tapa-las como sempre faço e dar beijinhos e quando vou a sair do quarto, quase quase a apagar a luz oiço a D.Rn bichanar qualquer coisa e a outra logo a seguir:
-Mamã, onde está a minha Bratz?
E eu começo a dizer que não sabia e que já era tarde não eram horas de ir à procura e que no dia seguinte procuravamos e patati patata. Obviamente que todas estas explicações não valeram de nada e a D.Rf começou a chorar "torrencialmente" porque queria a Bratz.

Contra tudo aquilo que eu esperava a D.Rn ao ver a mana a chorar tanto, saca da Bratz de dentro da cama e:
-Toma maninha!

outubro 08, 2008

R Fadinha

D.Rf

-Mamã, eu quando fôr grande quero ser Fada do Dentinho!
-Oh Filha! mas tu não podes ser Fada do Dentinho!
-Porquê?
-Porque os humanos não podem ser fadas. As fadas vivem noutro mundo.
-Oh! Mas eu gostava tanto.
-Também eu gostava de ser astronauta!
-Não és porque não queres.
-Mas filha, cá no nosso país nem sequer há naves espaciais!
-Não faz mal, mandavas fazer!

Naquelas cabecinhas é tudo tão simples...

outubro 07, 2008

Rs em "Passeata ao Sábado"

Ao Sábado faço sempre questão de levar as Rs a um qualquer lugar interessante e/ou divertido.

Este Sábado fomo ao Convento do Capuchos e adorámos. Não sabia que aquilo estava tão mudado. Andámos lá por dentro, e as Rs fizeram questão de entrar em todas as portas, espreitar por todas as janelas e cuscar em todos os recantos, foi mesmo divertido. A D.Rf encheu os bolsos de castanhas que fez questão que o Sr.Marido cozinhasse para depois comer. À saída há um charco, tipo pântano, cheio de rãs e foi um desafio, parecia que estavamos a brincar ao "Onde está o Wally" porque elas são muito tímidas e cada vez que faziamos um movimento mas brusco escondiam-se.

Deram-me um folheto com os 4 principais monumentos de Sintra, o Palácio da Pena, O castelo dos Mouros, o Convento dos Capuchos e o Palácio de Monserrate.
Disse à D.Rf que só nos faltava Monserrate. No Domingo foi dizer aos avós que tinhamos ido ao Convento dos Capuchos e que só nos faltava aquele dos ratos (monseRRATE)...

outubro 06, 2008

R e o Elevador - "Se pudesse mordia-te"

Hoje o cabrão do filha da puta estava mais uma vez avariado e cá vai a R escada abaixo com duas R atreladas e muito ensonadas e cheia de sacos e mochilas e diabo a quatro...

Chego ao carro e onde é que está a merda do saco com o leitinho das Rs???? Descansadinho, 5 andares lá acima na bancada da cozinha.
E refilo e resmungo e digo muitos palavrões enquanto subo a correr e desço a correr porque tive que deixar as Rs fechadas no carro...

Há Segundas-Feiras levadas do Diabo...

outubro 03, 2008

R no Rescaldo

Ontem, para acabar o dia em grande, "Dia que Nasce Torto Tarde ou Nunca se Endireita", chego a casa toda partidinha com o corpo todo dorido (até me doíam as mamas) e o cabrão do filha da puta do elevador estava avariado. Lá fui eu pela escada acima até ao 5º andar a arrastar uma R que só dizia "estou cansada".
Fui para a cama ainda não eram 10.30h porque estava mesmo toda rebentadinha e ainda tomei um anti-inflamatório para ver se as dores amainavam e dormia bem. E dormi, dormi muito bem a acordei melhor ainda, eu que pensava que no dia a seguir ía ser muito pior.

Vejamos como estou e fico na Terça, depois da próxima aula...

outubro 02, 2008

R Condor

Hoje foi um dia "Deus me Livre"!!!

Saí de casa bem cedinho e toda contente a pensar que ía chegar a horas. Qual quê? Só para entrar no IC-19 demorei 45m (o que costumo fazer em 3m) e depois fui a arrastar-me o mais lentamente possível até às Bombas da BP no Cacém. A partir daí e depois de estar não sei quato tempo para aí chegar é que foi sempre a abrir. Resumindo, saí de casa às 07.40h e cheguei ao office às 09.40h (depois de deixar as Rs a correr na escolinha que fica mesmo aqui em frente ) por isso o dia começou bem.

Com dor aqui, com dor ali

À hora de almoço fui à minha primeira aula de natação, nada mais nada menos que cerca de 18 anos depois de ter deixado o SLB. Resultado estou tão mas tão dorida que até teclar me dói. Acho que nunca na vida me doeu tanto o corpo todo, parece que me passou um cilindro por cima. Amanhã não sei como me vou levantar mas alguma coisa se há-de arranjar...

outubro 01, 2008

R Mázinha (desenvolvimento)

Aqui o office é muito "à frente" e para deixar aqui os clientes internos, como eles tão pomposamente nos chamam, motivados estão sempre a inventar, senão vejamos:

- já tivemos aulas de pintura
- danças de salão
- temos massagem
- manicure e depilação (pago por nós mas aqui às disposição)
- engomadoria/lavandaria (também pago por nós)
- boy (só para tratar de papelada no exterior, o que é que estavam a pensar?)
- curso maquilhagem para senhoras
- e agora pasme-se "Workshop - Cuidados de Beleza masculinos" que eu imediatamente baptizei de "Curso de Maquilhagem para Abichanados"

Curso de duas horas onde alguns exemplares duvidosos aqui do office aprenderam coisas como:

- fazer a barba depois do banho
- usar cremes de beleza
- usar Rimmel transparente
já para não falar na depilação e na manicure.

Deve ter sido um pagode, adorava ser mosquinha para assistir.

Desculpem lá e não se ofendam, eu posso ser muito open minded mas no dia que apanhar o meu Sr. Marido a mexer na minha maquilhagem a coisa fica mal parada.

Os exemplares que assistiram foram rapazes novos e metrossexuais, quarentões curiosos e outros que têm a mania que são betuxos atraentes.

Adoro estas iniciativas que têm aqui no office, com o intuito de sermos um office "Great Place to Work" mas não participo em nada porque, como já disse atrás, a minha vidinha é muito mais do que possa aqui contar e por isso tenho mais que fazer do que ficar aqui 2 horas após o expediente a aprender a lavar pincéis...

setembro 30, 2008

R Mázinha

Hoje há Curso de Maquilhagem para "Abichanados"!

Amanhã desenvolvo...

setembro 29, 2008

Rs Reais no Castelo

No Sábado as Rs foram ao Castelo do Mouros. Já lá não ía há bastantes anos por isso foi bom recordar. Para já adoro Sintra e tudo o que seja passear em Sintra dá-me imenso prazer e depois as Rs adoram andar pelo "bosque":
-Mamã e raposas há aqui raposas????
Tudo o que tenha meia dúzia de árvores é um bosque e se é um bosque tem que ter raposas. Sintra não é propriamente só meia dúzia de árvores e não estranharia que por lá houvesse uma ou outra raposa tresmalhada mas aquelas árvores que se vêm à beira do IC-19 não são de todo um bosque.

Foi muito giro visitar o castelo elas lá imaginavam que aqui ou ali tinha estado uma princesa a espreitar o horizonte à espera do seu príncipe encantado. A D.Rn (muito alta) quando passava por baixo de uma daquelas "ombreiras" onde algures no tempo terá estado uma porta, baixava-se e punha a mão na cabeça para não bater lá em cima (nem eu esticadinha lá batia). Depois, lá bem no alto, num dos postos de vigia em que há muito anos atrás quase se deveria ver Almada e olhando o horizonte, vimos muitas nuvens bem negras e ouvimos os trovões que estas causavam sem no entanto deixarmos de sentir o sol a brilhar sobre as nossas cabeças. Espectáculo!

Fiquei "à rasca" dos gémeos porque aqueles degraus não são pêra doce.

Para a semana se calhar vou mostrar-lhes o Convento dos Capuchos que também fica no bosque, quem sabe não encontramos a raposa...

setembro 26, 2008

Rapidinhas para o Fim de Semana

Enviaram-me há pouco por e-mail e não resisti.
Para começarem o fim de semana com um sorriso nos lábios.

Qual é a única comida que liga e desliga?
- O Strog-On-Off.

Como é que se fazem omeletas de chocolate?
- Com ovos da Páscoa.

O que é que um tomate diz para o outro?
-Tomatas-me

O que é que um tubarão diz para o outro?
-Tubaralhas-me

O que é que uma impressora diz para a outra?
-Essa folha é tua ou é impressão minha?

Como é que duas enzimas fazem amor?
- Uma enzima da outra.

Diz a massa para o queijo:
- Que maçada!
Responde o queijo:
- E eu ralado!

Sabem o que as vacas usam para navegar na NET?
- O Mooooozilla!!!!

Sabem quando é que os americanos comeram carne pela primeira vez?
- Foi quando lá chegou o Cristóvão co-lombo

Qual a diferença entre a Angelina Jolie e Kate McCann?
- Cada vez que a Jolie vai de férias traz mais um filho

O que é que uma árvore de Natal tem em comum com um padre?
- Em ambos os casos, as bolas só servem para enfeitar...

No hospital, diz o médico:
- O senhor é o dador de sangue?
- Não, eu sou o da dor de cabeça!

BOM FIM DE SEMANA

setembro 23, 2008

R PeRspicácia é com ela

Novo anúncio "Meo Comandante" interpretado pela D.Rf:

-Mamã, sabes porque é que ele está a chamá-las pequenitas?
-Não!
-Não é por elas serem pequenas.
-Então?
-É porque quer que elas se apaixonem por ele.

Sabe-a toda...

setembro 22, 2008

R Novidades

Isto por aqui tem andado um bocado parado, não por falta de novidades porque isso numa casa com duas Rs é coisa que não existe mas sim por falta de tempo.

Vamos lá tentar actualizar.

D.Rf
Com menos um dente mas mais dois que já lá vêm a todo o vapor. Fada do Dente desembolsou mais um presente e quem ganhou com isso foi a Sofia (o nenuco de eleição que é também a minha neta) que recebeu um fato novo (já precisava coitada).
Tivemos muita sorte porque o dente abanava e abanava e cair que é bom nem pó. Disse à mana (eu não porque podia ser considerado maus tratos infantis) que lhe desse um murro na boca para ver se resultava mas a mana é "boazinha" e não foi nisso. Entretanto resolvo ir ao dentista marcar consulta para ver o que achava melhor fazer, visto o outro dente já estar com a cabeça de fora e fora do sítio. A dentista não estava e por isso marquei a consulta, quando vou a sair do consultório vem ela a entrar. Digo-lhe ao que ía e ela manda-me entrar outra vez sem dar muita bandeira porque a sala estava cheia de doentes à espera. Entramos, a D.Rf senta-se na cadeira a Dra. passa-lhe com um líquido vermelho (com sabor a morango e cheio de anestésico) e enquanto o diabo esfrega o olho (não sei qual) o dente está na mão dela.
Dei meia volta e fiquei com o assunto resolvido em três tempos.

D.Rn
Continua a choramingar quando a deixo na escola.
De manhã pergunta:
-Onde vamos?
-Tu vais para a escolinha e a mamã vai para o trabalho!
-Outra bês??? (ela fala um bocado à tripeiro não sei porque raio de carga de água)

Aqui a Je andou o fim de semana à "rasca" das costas mas em Outubro já vou para a natação e espero que a coisa melhore. Ontem parecia uma entrevada...

Para o(a) Anónimo(a) que me deixou à uns dias atrás mensagem dizendo "Colega, isto de contar a vidinha toda aqui tem muita piada ..." pois tenho a dizer que se a minha vidinha toda se resumisse à meia dúzia de palavras que aqui escrevo de vez em quando das duas uma ou era muito bom e eu passava a vida com a peida no sofá a fazer zapping ou então era uma infeliz porque à parte desses episódios não se passava nada.

setembro 15, 2008

R FuRibunda

Este fim de semana de manhã a minha entrada (sim, tenho uma só minha e não empresto) para o IC19 esteve fechada e por isso tivemos que dar a volta por dentro e entrar em Paiões (ou lá o que é aquilo). No Sábado tudo bem, sem problemas e sem transito. No Domingo cheio de transito e a andar devagar devagarinho. Saímos os quatro, eu no meu carro com as Rs e o Sr.Marido no carro dele porque ele tinha que voltar para casa mais cedo (vá, vai lá pintar as paredes da sala que é para isso que te pago). Lá vamos, nós à frente porque ele ainda foi ao Ecoponto (sim, a gente separa, não sei para quê mas separa), pela estrada fora no pára arranca até ao Intermarche e chegamos a uma bifurcação que diz <-Paiões e IC19-> . Ora como eu não queria ir para Paiões sigo a outra e quando estou mesmo a entrar já no "point with no return" leio a placa na sua totalidade e dizia IC19 Sintra. Fiquei possessa e tive que fazer o caminho todo outra vez, irritação apenas atenuada pelo facto do Sr. que ía à minha fente estar a fazer exactamente o mesmo que eu...

Comecei a pensar, lá vou eu ser tema de chacota o resto do dia, o Sr. Marido vai fazer-me a vida negra. Lá vou, chego eu a casa dos meus pais já pronta a tapar os ouvidos, quando estou a estacionar vejo o Sr. Marido a chegar, pensei que tinha ido comprar alguma coisa e não liguei. Subo e começo a contar aos meus pais o que tinha acontecido quando o Sr.Marido sobe e confessa que também se enganou.

É que não sei se já lá passaram mas aquilo está mesmo mal sinalizado e o pessoal tem que se orientar pelo faro mas como eu tenho estado com o nariz entupido...

setembro 11, 2008

R faz Contas

Ontem de manhã entrei na escolinha para deixar as R’s, fomos até às salas delas e a D.Rf encontrou um bichinho de contas (Armadillidium vulgare).




-Ai Mamã, coitadinho dele vai ficar aqui fechado e sem comida nem amigos!
-Não te preocupes que eu levo-o lá para for apara o jardim!
- Obrigada Mamã, és a minha Heróia!
Pego no bicharoco e fecho a mão para ele não fugir. O desgraçado resolve “desenrolar-se” e começar a passear-me pela mão acima e fazendo-me umas cocégas assim a modos que blharg!
Começo a gesticular com a mão aberta e a dizer:
-Tira-me isto daqui, pega-lhe!
Ela segura-o muito decidida entre o dedo polegar e o indicador.
-Estás a ver, se o segurares assim ele não se desembrulha.
E lá fui eu com a bolinha (bicho de conta) entre os dedos.

O bom da história é que a D.Rn estava a preparer-se para choramingar porque não queria ficar na escola e eu disse-lhe que tinha que ir salvar o bichinho e ela lá ficou, sem dramas.

Hoje não havia bichinho de conta e por isso ficou a chorar….
Não há por aí bichos de conta a mais???

Estas minhas filhas têm-me proporcionado um contacto com a natureza muito fora daquilo a que eu estava habituada.
Sempre adorei animais e tudo o que diz respeito à “Ana Teresa” mas e apesar de não ser capaz de pegar num chinelo nem para matar um peixinho de prata (éta animalzinho mais disgusting) ou Lepisma saccharina para os mais eruditos, de insectos sempre quis distância.



Ora as D.Rs adoram bichinhos e quanto mais pequenos e nojentos melhor, pegam neles e andam com eles pela casa, excepto abelhas das quais a D.Rf tem verdadeiro pavor. Agora aqui a Je vê-se na contingência de cohabitar e privar com um desagradável número de arthropoda e outros que tais. Noutro dia, dois caracóis foram salvos do tacho, à última da hora e foram adoptados por cada uma delas. Ainda hoje não sei o que é feito de um deles, deve andar lá por casa, quiça dentro da minha cama... Quando estamos no terreno dos meus sogros a coisa piora bastante porque além de fazer festas a laratixas ainda tenho que pegar em gafanhotos.
Elas adoram animais mas a sua atitude frente a eles é muito diferente, a D.Rn vai toda afoita e quer fazer festinhas a todos, cães, gatos, cavalos. A D.Rf. é mais comedida, gosta muito mas mexer e pegar só nos pequenos, tipo insectos porque cães, gatos e cavalos só ver.

setembro 09, 2008

R Chateada

Hoje ainda não há tempo para muito.

A Shakti esteve aqui no office para beber um cafézinho à hora de almoço comigo e com a Pandora, logo no dia que eu não almocei cá...Chatice!!!

setembro 05, 2008

Rn em "Quebrou-se o Encanto"

Infelizmente quebrou-se o encanto dos primeiros dias, da novidade...

Ontem ficou bem quando saí mas depois começou a choramingar. A D.Rf foi para ao pé dela consolá-la e lá ficou um bocado até que ela lhe disse:
- Maninha, já podes ir para a tua sala!
São ou não são o máximo estas duas???
Hoje ficou a choramingar, queria vir comigo para o trabalho mas depois disse-lhe que o avô as lá ía buscar e acalmou.

Acho que eles ao princípio acham tudo aquilo o máximo, vão para a escola, têm amigos e uma professora. É assim como quem vai ao parque mas depois reparam que não vai mudar, que vai ser assim todos os dias, que já não podem voltar atrás e que afinal aquilo não é assim aquela maravilha que idealizaram e ficam tristes. Felizmente começam a criar amizades e a coisa depois altera-se mas ao princípio deve ser complicado.

A D.Rf ontem ainda me fazia perguntas sobre a Fada do Dentinho.
- Mamã ela deve andar muito cansada, toda a noite a entregar presentes em troca de
dentes e sem dormir.
- Não filha, ela descansa de dia, afinal de contas só trabalha de noite!
Digo eu na esperança que ela ainda não saiba que quando aqui é que dia, do outro lado do planeta já é de noite o que obrigava a desgraçada a trabalhar 24 sobre 24 horas. Ela não sabia por isso remata com:
-Ela é como os morcegos e os mochos, não é?

Bom Fim de Semana a Todos

setembro 03, 2008

Rs - Uma independente a outra desdentada

Ora então devo dizer que as coisas ontem não podiam ter corrido melhor...

1ºDia de Escolinha para a D.Rn

Quando cheguei à escola e ainda antes de ir ter com ela fui perguntando como tinha corrido o dia e estava tudo admirado como ela tinha reagido bem, como se aquele tivesse sido sempre o mundo dela.

Agarrou-se muito à auxiliar da sala dela porque era a auxiliar da mana o ano passado e ela já a conhecia, ainda por cima é um amor de senhora, assim já com idade de avó e muito doce e meiga. Esteve a manhã toda sem querer fazer xixi porque:
- A xanita da mamã é gande!
Pois claro a minha sanita é grande e aquelas são tão pequenitas que ela deve ter pensado que eram de brincadeira. Depois do almoço (comeu tudo lindamente menos a fruta mas essa é uma guerra que tenho lá em casa, só come fruta passada) lá a convenceram e foi fazer. Quando foi fazer a sesta choramingou mas a auxiliar foi para ao pé dela e adormeceu logo. Acordou muito bem disposta, lanchou muito bem e foi para o páteo brincar. Passado um tempo a mana foi chamá-la e ela:
- Maninha agora não posso. Estou a brincar com os meus amigos.
Toma lá que já almoçaste eu sou muito independente e tenho mais que fazer do que andar a ser apagiada pela maninha...

Se fôr como a mana esta semana será um Paraíso e a semana que vem um Inferno. Acho que depois da primeira semana eles chegam à conclusão que já chega, já experimentaram a escola e até foi giro e tal mas que já chega e agora querem voltar à boa vida.

A D.Rf ficou desdentada

Quando vinhamos a sair da escolinha cruzei-me com a minha dentista cuja filha também está lá na escola. Descemos as escada e a D. Rn resolveu (depois de eu lhe perguntar muitas vezes) que queria fazer xixi, lá a levei à casa de banho e pú-la a fazer xixi enquanto gabava aquelas "xanitas" tão bonitas (para ela esquecer que as minhas são maiores - também, tenho um rabo maior...) e aproveitei para espreitar o dente "abanante" da D.Rf. Foge, já estava só preso por um fiozinho, até já tinha a base escura do sangue seco, comecei a mexer e ela começou a encolher-se porque "Dói!. Curiosamente quando vinhamos a sair da casa de banho aparece de novo a dentista. Aproveitei logo para lhe perguntar:
-Olhe, por acaso não quer arrancar um dente?
Qual é o dentista que se preza que não gosta de arrancar dentes. Disse logo "se está a abanar arranco-lho já!". E assim foi sacou de um lenço da papel agarrou-lhe o dente e zás, já está!

Resultado, SMS imediato para Sr. Marido, "Traz por favor um presente porque a Fada do Dentinho vai ter que se chegar à frente esta noite. O dente acaba de cair por terra".

Depois veio a catadupa de perguntas:
-Mamã como é que a Fada Dentinho sabe que me caiu o dente, é pela televisão?
-É, ela sabe quais são os meninos que têm os dentes a abanar e fica atenta à espera que o dente cáia.
-Pensei que era no computador como o Pai Natal. Então e não lava a loiça? (como quem diz, a gaja passa a vida a ver a televisão e não faz puto)
-Tem máquina!
-Ah! Tá bem.

-Mamã, hoje à noite temos que deixar a janela aberta.
-Para quê?
-Para a Fada Dentinho entrar.
-Ó filha a Fada Dentinho é uma fada, não precisa da janela aberta ela faz magia e entra. (quer dizer faz magia para entrar em casa e não consegue fazer para lavar a loiça??? Tótó!)
-Eu não vou dormir porque quero vê-la.
-Não faças isso porque senão ela não vem. Ela é muito envergonhada.
-Como o Pai Natal?

Lá pus o dentinho (minúsculo) dentro de um saquinho e debaixo da almofada dela. Hoje de manhã quando me levantei fui lá de mansinho, tirei o saquinho e deixei a Barbie que o Sr.Marido comprou e ela, quando acordou, ficou toda contente...

setembro 02, 2008

Rn Vai à Escola

Viram como o titulo ficou bonito?? Até parece um livro da Anita mas não, é um dia na vida de Rn. Uma nova etapa.

Levantar de manhã foi pacífico, vestir também (embora ela tenha muito mau acordar e acorde sempre rabugenta). Tive que a lavar, vestir e pentear coisa que não fazia quando ía para casa da avó, ía de pijama, despenteada e ramelosa. A maninha querida calçou-lhe as sandálias enquanto eu fazia as camas. Comeu um croissant com manteiga e bebeu um leitinho com chocolate, no carro e quando chegámos já lá ía a última dentada, para não entrar na escola a comer...

Fomos ver a salinha dela e por sorte vão ficar as duas em duas salas contíguas e que são as duas salas mais resguardadas do resto do maralhal. A sala dela tem mesmo um páteo privativo só para eles (curiosamente foi a sala para onde foi a manhinha quando para lá entrou há dois anos). Depois de vermos as salas e de lá deixar as coisas delas fomos para a salinha onde os meninos se costumam reunir de manhã antes de irem para as respectivas salas e no caminho ela começou a apertar-me a mão com muita força, aí eu pensei:
- Agora é que vai ser!
Mas quando chegámos à tal sala ela começou a ver os outros meninos e os brinquedos. Eu disse:
- Vá! Vão lá brincar!
E lá foi ela com a mana, ainda tive que as chamar para lhes dar uma beijoka e pronto saí de mansinho antes que ela tivesse vontade de voltar atrás.

Mais uma R no mundo "laboral". Não se faz isto a crianças tão pequenas...

Agora vou sair mais cedo porque não me aguento de curiosidade para ver como correu o dia.

setembro 01, 2008

R e os Dentinhos

Muita coisa para dizer e pouco tempo.

A D.Rf tem dois dentes a abanar.
-Meu Deus! Eu pensava que os dentes só caíam lá para os 6 ou 7 anos...

Na semana passada reparei que ela tinha um dente a nascer atrás dos dentes de baixo. Fiquei apreensiva a pensar se seria um definitivo que lá vinha ou um de leite a mais. Como tinha consulta no dentista na Sexta aproveitei para lhe falar sobre isso e para lhe perguntar o que achava que eu devia fazer.

Disse-me para não ficar preocupada, para a levar comigo na próxima consulta para ele ver e para eu ver se um dos dentes de baixo não estaria a abanar porque podia ser um decisivo que já lá vinha. Ele diz que o facto de ela só ter 5 anos não quer dizer nada.

Quando cheguei a casa fui ver e não é que estão mesmo a abanar os dois??? A abanar e bem, devem cair detro de 1 ou 2 dias.

Ela está toda contente porque vai deixar o dente para a fada do dentinho e depois ela deixa-lhe um presente. Mais uma "americanada" com que levamos, no meu tempo não havia nenhuma fada do dentinho, o dente caía, a mãe guardava o primeiro e os outros íam para o lixo e pronto, assunto arrumado.

Agora a D.Rn meia volta vem ter comigo de boca aberta para eu ver os dentes dela também.

agosto 29, 2008

Rapidinhas

D.Rn

- Mamã o que é que os macacos comem?
- Bananas e outros frutos
- E os elefantes?
- Arbustos, frutas e ervas.
- E os sapos?
- Insectos
- E os fastamas? (fantasmas)
- …

D.Rf

- Mamã, eu já não quero ir para a minha escola!
- Então porquê?
- Quero ir para uma escola a séria para aprender a escrever e a ler. Na minha escola não aprendo nada…

agosto 25, 2008

Report das FéRias - 2ª Temporada

Nesta segunda temporada sái a familia Corleone e entram as senhoras idosas (velhotas parecia mal) da Albânia, ou coisa que o valha, a julgar pelas fatiotas e pelos lenços coloridos atados à cabeça.
A primeira vez que as vi na praia foi um fartote senão vejamos: senhora idosa da Albânia dentro de água, com esta a chegar-lhe mais ou menos à cintura, com o lencinho colorido na cabeça e de fato de banho. Fato de banho??? não não estava de fato de banho nas linda praias da Albânia (que as tem) não se usa fato de banho, estava de combinação...

Depois desta não houve mais ninguém a que conseguisse achar piada para aqui descrever.

Tinhamos os tonhós dos Alemães que passavam o dia na praia a beber ceveja,
-Hum! Cervejinha quentinha, que delícia!!!
Não sei como é que conseguem.
Depois deixavam a areia empestada de latas e garrafas vazias.

Felizmente e embora se deslocassem bêbados e em rebanhos não provocavam desacatos nem se metiam com ninguém.

Houve até um grupo de três alemãs que dentro de água foram bebendo das suas latitas de cerveja e ao fim da terceira ou quarta lata riam, gargalhavam, despiam-se, saíam da água nuas...

As Rs estiveram sempre em grande. Portaram-se lindamente e até foram elogiadas por uma casal de tugas que estava lá no hotel. À noite, tal como os Alemães que vão para o muro da praia meter alcóol, nós também para lá íamos, cada uma delas com o seu suminho e nós com um cervejinha (para ele) e um Breezer (para mim) mas só um porque eu tenho mau vinho e não sou alemã...

A D.Rn fartou-se de dar espectáculo. Uma vez já tinha acabado de comer e estava em pé sossegada mas às tantas começo a ver o pessoal à volta a rir e quando olho estava ela ao pé de uma das colunas do restaurante que é forrada a espelho a olhar-se e a dançar enquanto cantava e fazia caretas para ela própria...

A D.Rf tomou algumas decisões para a sua vida. Decidiu que não quer casar e quer morar sózinha, depois quando quiser jogar às cartas vai chamar algum vizinho que não tenha mulher. Além disso também quer um carro sem telhado e só com duas cadeiras. Quando fizer 7 anos vai pedir ao avô que lhe dê um telemóvel. O pai disse-lhe que isso só lá para os dezoito (era bom era) e ela disse logo:
-Ah! Mas isso falta tanto teeeeeeeeeempo!

As duas juntas dançavam capoeira como ninguém.
Havia um grupo de brasileiros que, à noite, ía fazendo demonstrações de capoeira pelas esplanadas e as Rs, quando eles surgiam, começavam logo a imitar com saltos, pontapés no ar e pondo as mãos no chão como se fossem fazer o pino. Acho que com jeitinho ainda tinha conseguido uns trocos à pala delas...

Fizemos muitas sestas, muitas horas de dolce fare niente e aqui a "yours truly" conseguiu ler "Os Maias" que nunca leu na escola porque não gosta de ler o que lhe mandam e resolveu ler agora porque lhe apeteceu e porque a Thunderlady a contagiou e devo dizer que gostou bastante.

Acho que, posto isto, posso dar o episódio por terminado.

Ah! É verdade, quase me esquecia!
A mala ainda não apareceu... (poderá isto querer dizer que vai haver sequela????)

agosto 22, 2008

Rs a Banhos




A pedido de várias familias, bem, na realidade não foram várias, foi só o Mig que é um chato do caraças, cá vai a única foto que aqui posso pôr das férias. Paisagens não fotográfo a não ser que seja assim uma coisa fenomenal e onde nunca tenha estado ora como eu já tiha estado em Palma... Gosto de fotografar as minhas R's e elas estão em todas, como o emplastro e como esta é a única qem que estão de costas, cá vai...

BOM FIM DE SEMANA

agosto 21, 2008

R InteRRompendo a emissão para um comunicado impoRtante

Atendendo aos acontecimentos de ontem e ainda no que diz respeito às férias.

Fiz Lisboa/Barcelona e Barcelona/Lisboa pela TAP e Barcelona/Palma e Palma/Barcelona pela Spanair e devo dizer que a Spanair está a anos luz da TAP ou pelo menos aquele avião e a tripulação. Só a diferença nas aterragens, com a Spanair parecia que íamos numa chocalheira de tal forma o aparelho vibrava e abanava.

Se o que aconteceu ontem tivesse acontecido dias antes de começarem as minha férias não sei se ía na mesma. Não tenho medo de andar de avião antes pelo contrário gosto bastante e acho mesmo que é um meio de transporte dos mais seguros. O senão é que se um automóvel tem uma avaria há hipótese de encostar e parar enquanto com um avião isso é impossível mas por outro lado bem vistas as coisas o que faz mais impressão é o número astronómico de mortes enquanto num carro vão quanto muito 5 pessoas.

O que é certo é que até me arrepiei quando soube que tinha sido um voo da Spanair...

A emissão segue dentro de momentos (ou dias).

agosto 20, 2008

Report (cont.)

Ora e depois de todas estas peripécias mas ainda sem a mala (felizmente era a que tinha coisas menos necessárias) os restantes dias passaram-se na paz do Senhor.

Horas e horas seguidas de molho, que fizeram com que já se me estivessem a desenvolver membranas interdigitais qual Homem da Atlântida. Passeios infindáveis à noite para estudar aquela fauna interessante de Alemães que se juntam e se sentam no muro da praia com o balde cheio de alcóol (espero que não etílico) e com palhinhas de dois metros e meio com o objectivo único de ficar a ver anjinhos e elefantes cor-de-rosa.

Cromos de hotel, fantásticos

A Família Corleone
Casal italiano típico, o homem muito magrinho tipo pau de virar tripas mas do mais estiloso que há (NOT!) e a mulher gorda que nem uma orca e que ao pequeno almoço enchia o prato de bolos e mais bolos (coitada devia estar carente). Levava a sogra e a filha, uma adolescente nervosa que se assustou uma vez comigo no restaurante e deixou cair uma chávena que se partiu e pôs toda a gente a olhar para ela. O Sr. Marido disse logo que eu agora ía ser alvo de uma tentativa de assassinato por parte da Mafia e que o D. Corleone ía arranjar maneira de se vingar do vexame da filha. De vez em quando, quando eles se aproximavam de nós, no restaurante, na praia ou até mesmo no mar, começava o Sr. Marido (enquanto assobiava a banda sonora de "O Padrinho"):
-É agora, é agora que ele te vai dar uma chinada!!!

Havia o Pancho
Ou, como nós carinhosamente chamávamos, o Sancho Pança devido a, isso mesmo, à pança. Era um puto com alguns 10 ou 11 anos assim para o, digamos, balofo e que dependendo da comida que havia para a refeição às vezes agradecia a Deus (criança muito católica) no meio do Restaurante. Também tinha umas certas tendências incendiárias que acredito serem hereditárias pois ele e o pai uma vez conseguiram pôr a torradeira a fumegar que nem a chaminé da Cimpor e se não fosse o Sr. Marido a levantar-se e desligar a dita no botão (coisa que a maioria dos "residentes" não sabia que existia) calculo que os bombeiros teriam sido chamados.

Tinhamos o nosso magote de polícias
Cerca de 20 polícias que todos os dias comiam connosco no Restaurante do Hotel e que lá dormiam (não podiamos estar mais seguros) e que por vezes encontrávamos na praia nos seu dias de folga como meros banhistas.

O Mr.Bean
Um italiano muito parecido com o Rowan Atkinson que, acompanhado de su nobia, açambarcavam 4 ou 5 sobremesas ainda antes de começarem a comer (com medos que estas se acabassem) e invariavelmente 2 ou 3 ficavam no prato. É o chamado "tens mais olhos que barriga".

O casalinho gay
Um par de homens muito bopnitos, bem apessoados, bem vestidos e limpinhos e sem tiques ou trejeitos. De manhã ao pequeno almoço um ía fazer as torradinhas para os dois e o outro ía buscar o leitinho para os dois.

Amanhã não perca a estreia da 2ª temporada

agosto 19, 2008

Report - As promised

Sexta Feira - 1 de Agosto

Levantar cedo, tomar banhos e pequenos almoços.

Arrumar o que faltava nas malas (três). Três malas cheias de roupa (também tinha outras coisas mas roupa era o que predominava) para 4 pessoas (duas crianças que apesar de não se sujarem muito não deixam de ser crianças) e dois adultos para 15 dias não me parece muito...

Rumar a casa dos sogros, deixar o carro e seguir no carro do sogro para o aeroporto.

Fazer check-up (in "prontos") e dar uma voltinha, seguir para porta de embarque, mais um tempinho e embarcar. Procurar lugares, sentar e apertar o cinto (R pequena age como se tivesse feito aquilo durante toda a sua vida e R grande está na boa a olhar pela janela). Levantar voo e ninguém acha nada de mais, tudo normal como se estivessem a andar de carro. Não há chuva de perguntas não há medo, nada...
Chagados a Barcelona e já com check-up feito de Lisboa seguir directo para porta de embarque. Embarcar de novo, procurar lugar, blá blá blá...

Chegamos a Palma de Maiorca e seguimos para o tapete das malas, esperamos, esperamos, esperamos começam as ditas a girar e a girar e a girar mas as nossas nem por isso, nada de girar nem rebolar nem deslizar, não davam à costa. Entretanto, outros como nós vão perguntar e o anormal diz para termos calma e continuarmos à espera e nós eperamos e esperamos e eesperamos e nada. Entretanto alguém decide ir procurar nos outros tapetes e lá estão as malas dos passageiros que seguiam connosco mas das nossas nem sinal...

Vamos ao balcão da Spanair, fazemos a nossa queixa, damos a discrição das malas (alta, magra, cabelo loiro, bigode e óculos) o contacto do hotel onde vamos ficar e o periódo da estadia e lá seguimos nós para o hotel, de mãos a abanar...

No hotel fazemos mais um check-up (mal será que tenhamos alguma doença e que não descubramos a tempo) e quando a Sra. da recepção me dá a factura para pagar (tinha ficado acordado que não dávamos nenhum sinal mas que faziamos o pagamento do alojamento no check-in) só estava facturada uma noite, acho estranho e digo no meu espanhiol:
- Que bamos a pagar?
- Una noche
diz a Petra (moça espanhola de nome, não se vê? mas que falava muito bem em Alemão)
- Mas ficamos de pagar la totalidad e no solo una noche!
continuo eu no meu espanhiol magnificamente fluente
- Mas so se quedan por una noche!
- No. Nos quedamos 14 noches.
Digo eu já a ficar em estado de choque (tu queres ver que amanhã temos que ir para debaixo da ponte?). Também, que anormal é que vai de Lisboa a Palma de Maiorca dormir uma noite???
Entretanto a Petra telefona para o Sr. que manda nas reservas e fica a saber que houve um engano na emissão da factura mas que a reserva estava bem feita. Subimos ao quarto a deixar as malas. Malas? Quais malas? Subimos ao quarto para inspeccionar e fazer um xixi enqaunto ela faz uma factura nova e voltamos para baixo "a pagar". Saímos para uma vuelta de reconhecimento local e voltamos para jantar. Saímos de novo para o belo do Expresso e voltamos para dormir.

Desfazer as malas para tirar os pijamas e os materiais de limpeza. Ah! É verdade! Não havia malas e por isso não havia pijamas nem materiais de limpeza (entretanto já tinhamos ido ao supermercado da zona para comprar os bens de primeira necessidade - escova de dentes, desodorizante e tal).

Não consigo dormir nada porque só penso nas putas das malas que com certeza resolveram passar a noite em Barcelona nas Ramblas e eu tão precisada delas.



Sábado - 2 de Agosto

Levantar cedo (7.30h da manhã porque lá já são 8.30h e o pequeno almoço é servido das 8 às 10) lavar e vestir a porcaria da mesma roupa (ca nojo, não há nada pior que tomar banho e vestir a mesma roupa) descer para o pequeno almoço, sair para a rua e ir comprar biquinis para 3 R's, calções de banho para o outro R, toalhas de praia e protector solar. Ir ao hotel mudar de roupa e seguir para a praia. Não íamos desperdiçar o primeiro dia de férias até porque não valia a pena ficar ali a chorar sobre as malas derramadas.

Praia óptima, água morna, R's a curtirem à brava, passam horas dentro dela (da água claro). Chega a hora do almoço e voltamos para o hotel, que fica ali ao virar da esquina. Chegamos ao quarto e o cartão não abre a porta. Tentamos 2 e 3 vezes e nada, não abre. Confirmamos que é mesmo aquela porta e nada. Sr. Marido desce à recepção e nós ficamos ali abandonadas à nossa sorte esperando que a dita porta se abra como que por magia.

Estou distraída a pensar na vida quando vejo sair do elevador o homem dos meus sonhos (o Sr. Marido claro) e 2 das nossas 3 malas. Foi uma alegria sem fim, corri para ele em camara lenta como se de um filme se tratasse e beijei-o enternecidamente (claro que não, esta parte era só para dar algum romantismo aqui à coisa).
Ao que parece tinham encontrado 3 malas que enviaram para o hotel mas só 2 eram nossas a outra era de um qualquer desgraçado que choramingava no seu querto de hotel desesperado porque tinha ficado sem a boneca insuflável. Ainda considerámos a hipótese de verificar se aquela mala tinha alguma coisa de jeito e ficar com ela em substituição da nossa mas depois com receio de que estivesse armadilhada nem lhe tocámos...

to be continued

agosto 18, 2008

R Regressada Ma Non Troppo

I'm back but I'm not back...

Ando passeando pela blogosfera e estou com a neura e por isso não me apetece escrever nada sobre as férias.

Amanhã se estiver melhor faço o report completo destes 15 dias fantásticos dos 4R's.

julho 31, 2008

R em "At Last"

Caríssimos, finalmente chegou a minha hora. Estou de abalada para terras de nuestros hermanos para passar 15 dias a banhos.

Esta é a cançãozinha que tenho tido a tocar na minha cabeça durante todo o dia espero que apreciem



Fiquem bem até ao meu regresso e não chorem muito por sentirem a minha falta...

JOKAS GRANDES

julho 30, 2008

R Redimindo-se

Para os meninos que ficaram melindrados com o post aterior, fiquem sabendo que a minha vida sem homens não tinha sentido. Não tinha pai e era por isso Filha do Espírito Santo, era muito infeliz no trabalho porque trabalhava só com mulheres e isso era terrível e não tinha amigos (saibam que os homens dão melhores amigos do que as mulheres, isto na minha humilde opinião é claro).

Para além de tudo isto e muito mais importante que tudo não tinha o meu Sr. Marido que adoro nem as minhas R's lindas.

Por isso homens por mais chatos que vocês sejam fazem-nos falta e não conseguimos viver sem vocês...

julho 29, 2008

R em "Afinal tem explicação"

Descobri o porquê deste, deste, deste e deste handicaps que existem nos nossos homens e que nos atormentam.

Mulheres - XX
Homens - XY

Estão a ver aquela perninha que lhes falta ali no Y para que se torne num X? É aí que estão concentradas todas essas faculades que nós temos e eles não...

julho 28, 2008

R com vontade de moRdeR

Sábado de manhã, fomos para a casa que os meus sogros têm na outra banda passar o dia.

Levanto-me, dou o pequeno almoço às R's, tomo o meu, visto-as, tomo banho e visto-me a mim. Preparo todas a 423 coisas que tenho para levar desde fatos de banho a mudas de roupa passando por yogurtes, leitinho e bolachas para os lanches, pudim para a sobremesa, cartas para jogar, máquina fotográfica para imortalizar alguns momentos Kodak e seguimos viagem. A meio do caminho:
Eu: - Bolas! Esqueci-me do protector solar .
Sr. Marido: - Esqueces-te sempre de qualquer coisa!
Eu (com vontade de o morder): - E tu lembraste-te de quê? Ah! É verdade, de tomar banho e de te vestires!

Eu e a minha enoooooorme mania de assinar documentos sem ler nas entrelinhas. Com certeza que no contrato nupcial está escrito em letras muito miudinhas que o 2º Contraente (que é sempre a gaja, vá-se lá saber porquê) é responsável por lembrar-se de todas as traquitanas necessárias para que o 1º contraente e a prole passem um dia agradável fora de casa sem que nada lhes falte...

Mea culpa mea maxima culpa

julho 25, 2008

R com pReguicite aguda




(Ó p'ra mim tão bonitinha nesta foto)



Hoje não me apetece escrever nada mas não gostava de ir sem vos desejar um bom fim de semana.

Se calhar vou pôr aqui uma músiquinha só para vos dar baile.

Ora bem deixa lá ver como é que se põem aqui as musiquinhas, deixa ver, deixa ver...

Não consigo!

Bom Fim de Semana a Todos



Olha, afinal consegui...

julho 24, 2008

R em "Quem não tem o que fazeR faz colheRes de pau mas como a ASAE não deixa..."









Qual prostituta cinematográfica você é?






Esta Roubei da ThundeRlady e até fiquei contente com o Resultado. AdoRei o filme e a moça é bonita e tal emboRa eu tenha dito que tinha cabelo cacheado e negRo e esta é mais loiRa do que o catano...

julho 22, 2008

R em "A minha sogRa tem um Dodo"

Outro dia estávamos à mesa e algo (de que não me lembro) estava a chatear-me por isso soltei o meu já usual:
-Ai o meu canário?
Táta: - Canário?
Eu: - Sim, canário!
D.Rf: - O que é um canário?
Eu: - É aquele passarinho que a Vóvó S. tem na gaiola.
D.Rf: - Ah! Mas eu pensei que era um Dodo.






É ou não é parecido com um canário?
NOT!





Para quem não sabe o Dodo era uma ave originária das Ilhas Maurícias e que se extinguiu no final do Séc.XVII...

julho 21, 2008

R AgRadecida

Ora e não é que tenho recebido uns miminhos aqui das blogamigas???

Da Gi





Da Thunderlady







Da Medusasss e da Tulaunia










Da Caixinha e da Blue Angel












Gracias chicas a mi me encantan los recuerdos!!!

(estou a treinar o Espanholês para as férias)

julho 18, 2008

R Acabadinha de Todo

Esta semana fui finalmente à médica mostrar os meus exames e foi um sucesso:

Rx à coluna – Escoliose
Diz a Dra. "Já há muito tempo que não via um S tão bem feitinho, dava para emoldurar!"

Endoscopia – Polipos
Acha melhor tirar, ou isso ou daqui a um ano tenho que fazer outra endoscopia (se calhar preferia tirar) mas entretanto quer que vá a um especialista pedir a opinião

Análises – Urina muito concentrada (preciso de água) e colestrol alto (234)
Fiz aqui no office o teste do “Castrol” há um mês atrás e dava 190 (já baixou???) e há já 3 semanas que bebo uma garrafa de água de litro e meio por dia

Ecocardiografia e ECG com Prova de Esforço – Lindos
Diz que tenho um coração óptimo, admirou-se por ter aguentado tanto tempo e disse para dizer ao Sr. Marido que não se preocupasse porque tinha amor para dar e vender,

quanto ao resto do corpo, nem quero saber...

julho 17, 2008

R News

D.Rf

Hoje de manhã vinha a fazer um relato sobre os seus coleguinhas. O E., o V. e o D. estão sempre a fazer disparates e que estão sempre de castigo, eu disse:
- São meninos filha, os meninos são mesmo assim.
- Pois é, por isso é que eu não quero casar.

Depois continuou, que a C. estava sempre a chorar e que não queria comer porque lhe doía a barriga e que não gostava disto e que não gostava daquilo e que chorava porque não queria dormir a sesta e que acordava toda a gente; a I. Que queria brincar com tudo e que não emprestava nada a ninguém porque era uma “iguístinha”. E eu perguntei:
- Então e a M.?
- A M. é uma queridinha e fala baixinho. Quem me dera conseguir falar baixinho como ela quando estamos a comer porque ela fala muito baixinho, às vezes nem consigo perceber o que ela diz, e por isso tem direito a dormir com um boneco. Eu não, eu não consigo falar baixinho e estou na mesa dos “plastelões” (pastelões) e por isso nunca dormimos com um boneco.

Ela não consegue mesmo falar baixinho mas pensei que não tinha a noção disso, afinal tem…

Aprendeu a jogar ao Burro e agora passamos os serões na cartada, só nos faltam as bejecas e os cigarros.

D.Rn
Sentada ao meu colo no sofá a falar, blá blá blá, blá blá blá, blá blá blá, sempre, sem parar, sem dar tréguas, digo:
- Bolas eu pensei que a mana era uma fala barato mas afinal tu ainda és pior, és uma gralha!
- Não sou uma galha!
- És, és, pergunta lá ao papá se não és.
- Papá a Táta é uma galha?
- Tu és mas é uma papagaia.
- Não! A Táta não é pacaia!
- Então és o quê?
- Uma galha.

Claro, a mamã tem sempre razão…


Táta e o Macaco contada pela Avó M.

Ontem a D. Táta estava em casa da avó M, chega ao pé dela tira uma “coisa” do nariz, põe a “coisa” com muito cuidadinho no chão e diz:
- Olha o Macaco é tão panininho (pequenino)...
Depois cuidadosamente dá uma passo de gigante sobre a “coisa” e diz:
- Chiu! O macaco está a dormir, coitadinho
E foi-se embora.
A minha mãe andou a lavar o chão com a esfregona e ela passa pelo sítio onde estava a “coisa” e diz:
- Então o meu macaco onde está?

julho 16, 2008

R em "Mais um SeRvicinho de Mãe"

Mais depressa eu falasse...

Ontem a D. Rf estava com dificuldades em dormir e aqui a je é que se lixou pois, para variar, foi a mim que chamou.
Não conseguia dormir porque tinha calor, estava muito quente, tinha as pernas e os braços a ferver mas a testa estava fresca. Disse-lhe para se destapar, não queria porque tinha medo.
-Deita-te aqui ao pé de mim mamã!
E eu deitei, porque sempre me deu boas noites, excepto quando está doente e porque também me deito ao pé da irmã quando esta não consegue dormir.
Depois nem eu nem ela conseguiamos dormir por isso optei por a levar para a minha cama porque é bastante grande e sempre dormiamos lá melhor mesmo com o Sr. Marido a ocupar metade. Ele pôs-lhe a mão na testa para ver se ela tinha febre (como se eu já não o tivesse feito duas ou três vezes). E assim dormimos até de manhã...

julho 15, 2008

R a EnfeRmeiRa de SeRviço

Estava a ler este post da amiga Sónia e deparei-me com umas questões que acho pertinente colocar aqui para discussão.

Porque raio de carga de água é que quando as nossas crias estão doentes nós (mães) é que temos a responsabilidade de:

medir a febre
dar medicamentos
pôr pomadas
ver a garganta
limpar a ranhoca
pôr pensos
marcar consultas
levar ao médico
dar xarope
levar ao hospital

Pelo menos lá em casa assim é e acho mesmo que o Sr. Marido pensa qe eu tenho o curso de medicina pediátrica porque meia volta me pergunta "O que é que ela tem?" como se eu, pelo facto de ser mãe, tenha a obrigação de saber. Eu é que decido se vamos ao médico, se lhe dou este ou aquele xarope se lhe ponho uma pomadinha...
Será que sim? Que pelo facto de sermos mães temos a obrigação de saber como agir em todas as situaões pelo menos no que diz respeito aos filhos? Acho que sim, não concordo porque ao fim ao cabo são tanto nossas como deles mas acho que sim, acho que está nos nossos genes e que mesmo que o Sr. Marido tomasse a iniciativa eu ía logo por trás dar o meu bitaite. Será isto puro sentido de posse? Provavelmente é, elas são primeiro que tudo minha filhas sou eu que vou a correr quando elas choram e só comigo é que o dói dói passa (e como isso me deixa vaidosa - embora às vezes refile).

julho 14, 2008

R em "Tótó do Catano não deve teR mais nada que fazeR, poRque não vai veR o canal Panda?" II

O Totó das SMS's (nome pelo qual ficou conhecido) não dá o ar da sua graça desde Sábado à noite, embora Sexta à noite e Sábado todo o dia me tenha presenteado com vários "Td bm ctgo"...

Até é pena porque já tinha pensado pôr aqui o número dele e pedir encarecidamente aos meus blogamigos que lhe fizessem a vida negra (ainda o farei se ele voltar à carga).

Pelo menos os vosso comentários deram-me ideias muito boas o para o caso de "The Returning of Totó" senão vejamos:



O querido Mig deixou-me este comment que muito agradeço e em cuja sugestão já tinha pensado.

"Havia de lhe fazer a vida negra a esse idiota.
Mete aqui o numero que nós tratamos dele."

Por enquanto as coisas estão calmas mas se se complicarem seguirei o teu conselho que muito agradeço.



A Medusasss ou não fosse ela das leis deu-me esta sugestão também muito boa e que porei em prática caso seja necessário

"Talvez se disseres: "vou levar este número à polícia, investigar de quem é, e processa-lo por devassa da vida privada", pode ser que deixe de te chatear.
Muita paciência!"



O comment do White Fox foi mais estranho

"Já me aconteceu exactamente o mesmo! E o problema foi ter enviado a sms a dizer: "deve ser engano". E nem eu nem ninguém da minha lista de contactos o conhecia.
Há dias recebi uma sms a dizer o mesmo "td bem ctg?". É que nem me deu ao trabalho de dizer que era engano!"

Será que temos um Serial Totó à solta? É o mesmo modus operandi. Ou será um copy cat?



Tenham medo, tenham muito medo...


julho 11, 2008

R em "Tótó do Catano não deve teR mais nada que fazeR, porque não vai veR o canal Panda?"

Tenho um Totó a enviar-me mensagens para o telemóvel há dois dias.

A primeira mensagem dizia "Td bm ctgo", assim mesmo, sem vogais nem pontuação. O número não me era familiar e as pessoas com quem costumo trocar mensagens não escrevem assim (fui ver era um Totó) por isso não liguei e deduzi que fosse engano.

No dia a seguir de manhã outra vez a mesma mensagem do mesmo número. Desta vez e como sou uma pessoa consciênciosa repondi à chamada com um "Não sei quem é. Deve ser engano". O energúmeno respondeu com um "Mais trde estou no hiphop eu nao posso responder" mas qual hiphop qual raio que o parta. Não conheço ninguém com esse número e que ande no Hip Hop e eu nem tempo tenho para ir lavar o carro (estou à espera que chova a qualquer momento) quanto mais para ir para o Hip Hop.

À hora de jantar voltou a enviar-me uma mensagem, desta vez dizia "Td bm ctgo" (é que deve ter aprendido esta ontem e agora não faz outra coisa. Respondi-lhe outra vez (com receio que não tivesse entendido a minha resposta anterior) "Outra vez? Já disse que deve ser engano. Não conheço este número".

O grandessíssimo anormal enviou-me mais 3 mensagens à meia noite e tal e à uma e tal da manhã com "Ola" e "Não flas" (ou qualquer coisa do género porque não tenho muito jeito para esta escrita de cáca).

Hoje de manhã voltou a enviar-me uma mensagem e já lhe respondi "Por favor pare de enviar mensagens para o meu número porque é engano" e "Já lhe disse que não o conheço e para parar de me enviar mensagens" e não é que o anormal continua e agora a dizer-me para eu lhe ligar.

Há pouco enviou-me três mensagens seguidas para eu lhe ligar. Obviamente que não lhe vou ligar porque senão vou chamar-lhe nomes mas por outro lado estou com uma enorme vontade de lhe chamar nomes.

Isto é com cada cromo...

julho 09, 2008

Rs em ConveRsas SuRReais III

Num destes Sábados almoçámos no Restaurante da praia para aproveitar bem o dia e não ter que ir logo para casa. Acabámos de almoçar e ficámos por ali um pouco, a fazer tempo para não apanharmos muito calor. A D.Rf, vendo que já tinhamos acabado de comer há algum tempo e que nunca mais íamos embora pergunta:

-Mamã, vamos ficar aqui para sempre? (como quem diz nunca mais nos vamos embora)
-Vamos
-A sério?
-A sério, vamos ficar aqui até sermos as duas muito muito velhinhas...

julho 08, 2008

R em "IRRa, está aí atRás"

Há pouco em conversa com as colegas aqui do office constatei aquilo que já tinha como um ponto assente - Os homens tem um chip a menos na repartição cerebral que diz respeito ao item "procurar coisas em armários, prateleiras e despensas".

Pois é, em conversa com as ditas colegas constatei que os homens que participam nas vidas delas assim como na minha têm todos o mesmo problema. E só tem duas formas de o resolver:

Hipótese 1

- abrem a porta de um armário ou mesmo a porta da despensa e ficam a olhar

- a coisa que procuram está ali à frente deles com uma seta que piscas com luzes em neon a apontar para ela

- pegam na "coisa que procurar" e fecham a porta contentes da vida

Hipótese 2

- abrem a porta de um armário ou mesmo a porta da despensa e ficam a olhar

- a "coisa que procuram" não tem setas a piscar

- ficam confusos e partem do princípio que das duas uma ou não comprámos "a coisa que procuram" e por isso a culpa é nossa ou então não arrumámos devidamente "a coisa que procuram" e a culpa é nossa

O problema é que não conseguem compreender que há coisas que se guardam nas prateleiras ATRÀS das que por conseguinte estão À FRENTE. Para eles a fila de trás não existe é um mundo desconhecido e perigoso onde não se querem perder e por isso apagaram-no da sua memória. Um pouco assim como o DEBAIXO, dentro das gavetas.
Para eles as prateleiras deveriam ser ao longo de toda a casa de maneira a que existisse apenas uma fila de "coisas" e para que nada tivesse que ir para o buraco negro que existe ATRÁS.

julho 07, 2008

Rs em ConveRsas SuRReais II

- Mamã, já posso ir para a água?
- Não, temos que esperar que aqueça mais um pouco para fazer a sopa!
- A sopa?
- Sim, esperamos que a água aqueça e depois pomos lá os legumes todos...
- Os legumes?
- Sim os legumes. Depois quando estiverem cozido tiramos e fazemos a sopa e aí sim já podes ir para a água...

Coitadas das minhas R's dou cabo delas com estas minhas "pancadas"...

julho 03, 2008

R IncRédula

Ser advogado deve ser mesmo do caraças. Como é que um advogado é capaz de defender um cabrão que espanca um bebé de 2 anos até o deixar tetraplégico cego e surdo??? É preciso ter um estomâgo do tamanho dum autocarro de dois andares ou então ser daqueles capazes de fazer qualquer coisa por dinheiro.

Eu sei que estas “coisas” têm que ter defesa como as pessoas e tal mas também sei que é para isso que existem os oficiosos que são “nomeados” para este ou aquele caso mas que também têm a possibilidade de negar o serviço (o meu Sr. Marido já o fez). Acho que nem um oficioso deveria pegar neste caso, eu não pegava (mas se calhar não levava jeito nesta profissão).

Sou contra muitos castigos desumanos e acho que a justiça sabe, na maioria das vezes, aplicar um castigo justo mas não neste caso. Este caso merecia um castigo desumano porque o arguido não é humano, não pode ser. É impossível considerer humana uma “coisa” que comete uma atrocidade destas.

Pode ser que, com um bocado de sorte, os colegas de prisão lhe façam a folha. Normalmente a população prisional não gosta muito de “coisas” que cometem este tipo de crime.

Merecia ser apedrejado em praça pública…

julho 02, 2008

Rs em ConveRsas SuRReais

Eu: - Achas que a Rapunzel lavava o cabelo todos os dias?
Rf: - Não!
Eu: - Tu já viste bem a quantidade de shampoo que ela gastava para lavar aquele cabelo todo? Devia ser um frasco inteiro. E amaciador? A quantidade de amaciador para desembaraçar aquela cabeleira? E como é que ela faria para pentear aquele cabelo? Devia pôr um pente no cabelo lá em cima ao pé da cabeça e depois vinha um homem a descer pela parede com o pente até cá abaixo. Olha, dava jeito era ser o Homem Aranha.
Rf (que se manteve calada este tempo todo enquanto eu dissertava sobre a higiéne capilar da Rapunzel): - O Homem Aranha não existe! E a Rapunzel também não!
Eu: - Pronto! Então temos o problema resolvido...

julho 01, 2008

R Rolando pelo Asfalto

Ontem estava eu no meu adorado IC19 e ía conduzindo enquanto os meus pensamentos se desenrolavam nas minhas "little grey cells".
Estava com uma sandálias novas com salto de metro e meio em cunha e pensava:

Os homens estão sempre a gozar que as mulheres conduzem mal mas eu gostava de os ver a conduzir de

Salto Cunha
Salto Agulha
Salto Plataforma
Chinelas
Socas
Mules
Botas de Montar (cavalos)
Botas da Tropa (está bem estas alguns já experimentaram)
Botas de Montanha
Galochas
Sabrinas
Ténis
Sapatilhas

QueRia VeR QueRia...

R AgRadecida

Obrigada a todos pelos vossos comentários ao post de ontem.

Fiquei muito (e agradavelmente) surpreendida pela quantidade de comentários a um assunto tão meu e que achei que seria tão pouco interessante para todos vós.

A "coisa" continua a corre muito bem apesar de um deslize aqui ou ali.

Beijos Grandes

junho 30, 2008

R de ORgulhosa

Este post provavelmente não tem interesse para a maioria dos meus visitantes mas para mim é muito importante, é um marco que quero guardar aqui para "memória futura"...

É todo ele dedicado à D.Rn que este fim de semana deu mais um passo para a sua independência.

Sexta Feira - estava toda contente quando a fui buscar a casa do meu pai. Tinha feito xixi no bacio em casa da avó. Fiquei muito contente dei-lhe muitos beijinhos e disse-lhe que estava muito contente com ela...

Sábado - estivemos todo o dia na praia e andou sempre sem fralda. Fez alguns xixis na areia e no mar, o que não faz mal e pediu algumas vezes para ir à casa de banho mas depois não fez nada.

Domingo - Comecei logo de manhã por lhe tirar a fralda e andava sempre a perguntar-lhe se queria fazer xixi, às vezes dizia que sim mas depois não fazia. Fez um xixi no tapete. À tarde fiz o mesmo, lavagem cerebral (Táta quando quiseres fazer xixi diz à mamã, não te esqueças, não faças nas cueqinhas) e ela às vezes pedia mas não fazia nada. Mais dois xixis fora de sítio, um no chão do meu quarto outro em cima da cama da irmã. Depois, de repente começou a pedir:
- Mamã quero fajer xixi na xanita!
Lá fui eu mais uma vez e ela fez. Fiquei muito contente, chamei o Sr. marido que também a congratulou. Segunda vez que me chamou levei-a e fez, terceira vez o mesmo e assim por diante (os bébés fazem xixi muitas vezes ao dia). Ao jantar sentei-a na cadeira dela com uma toalha por baixo para evitar desgraça de maior e ela a meio do jantar pediu-me para ir e fez outra vez. Normalmente faz cocó a seguir ao jantar e ontem como estava a fazer sempre na sanita pensei que ficasse constrangida e não fizesse mas um pouco antes de se deitar pediu-me outra vez para fazer xixi e fez cocó (para ela é a mesma coisa). Sempre na sanita porque como a D.Rf nunca quis nem bacio nem redutor eu pensei que a D.Rn também se podia habituar logo à sanita e assim foi sem dramas e sem problemas. Para primeiro dia acho que foi mais do que bom e estou desejosa de sair daqui para perguntar à minha sogra como é que correu.

Com a D.Rf sei que também não foi nada complicada esta fase mas não me lembro se foi assim tão descontraida.

É que fiquei mesmo oRgulhosa da minha Táta...

junho 26, 2008

R em "Piadinha ao Fim do Dia"

Esta recebi por e-mail

Caminhava com o meu filho de 3 anos , quando ele apanhou qualquer coisa do chão e ía pôr na boca.
Ralhei com ele e disse-lhe para nunca fazer isso.
-Mas porquê ? - perguntou ele.
Respondi que se estava no chão estava sujo e cheio de micróbios. Nesse momento, o meu filho olhou-me com admiração e perguntou :
- Mamã, como sabes tudo isso? És tão inteligente ...
Rapidamente reflecti, e respondi-lhe:
- Todas as mamãs sabem estas coisas. Quando alguém quer ser mamã , tem que fazer um teste e tem que saber todas estas coisas, se não não pode ser mamã .
Caminhámos em silêncio cerca de 2, 3 minutos. Vi que ele pensava ainda sobre o assunto, e de repente disse :
- Ah, já percebi. Se não passasses o teste, tu eras o papá .
Exactamente , respondi com um grande sorriso na boca .

junho 25, 2008

R e os ARacnideos

Hoje no carro a D.Rf:

- Mamã também podem haver teias nos carros?
- Claro! As aranhas fazem as teias onde quiserem.
- Então deviam fazer nos carros porque podem entrar abelhas ou “barassitas”.
- Barassitas? O que é isso?
- Então não ouviste na comercial?
Deve estar a referir-se ao anúncio da Frontline “mata pulgas e parasitas”
- E também aquelas que comem sangue…
- As melgas?
- Sim as melgas. As aranhas comem isso tudo não é?
- É!

Culpa minha que ando sempre a dizer "coitadinhas das aranhas, elas são nossas amigas e comem os insectos".

De repente as aranhas viraram as nossas melhores amigas...

junho 24, 2008

R na Ribalta

Ontem foi a Festa de Final de Ano lá na Escolinha da D.Rf. Foi muito engraçado, ela teve a fazer um número de Ballet (muito certinha - modéstia à parte) e depois a salinha dela fez uma apresentação de uma canção que aprenderam com a prof. de música, cantaram e dançaram. As meninas íam muito engraçadas com umas saias compridas em papel mousse e uns punhos também em papel mousse à "Marquês de Pombal". É claro que aqui a mamã não conseguir evitar uma lágrima aqui e ali (sou muito lamechas/chorona) e a maninha que estava na assistência adorou e fartou-se de bater palmas.
O mais engraçado é que eles estão todos no palco a fazer aquilo maquinalmente porque estão com os olhos virados para a assistência à procura dos familiares com uns sorrisos na boca muito engraçados, um misto de orgulho e vergonha, é um must.

Ao chegar a casa a D.Rf resolveu fazer mais uma demonstração do nº de ballet. Pôs o CD a tocar e começou a dançar, às tantas estava ela a dançar e a maninha a imitar (as duas em cuecas porque já estavam prontas para o banho) o Sr. Marido a filmar e eu a assistir sentada no parapeito da janela do quarto delas com muito cuidado para não aparecer na filmagem e não estragar a gravação. A D. Rf faziam um passo, a mana imitava enquanto olhava para mim e dizia:
- Mamã, não podes fazer isto porque é muito compicado para ti...

Já viram, a meia leca a insinuar que aqui a mamã não tem jeito para dançar??? Pois engana-se porque a mamã até dança muito bem (talvez não ballet)...

junho 20, 2008

Rs ConveRsando

Ontem à noite estiveram a jogar ao Dominó do Noddy. Depois de jogarem a D.Rf começou a arrumar as peças, a D.Rn estava a mexer em tudo.
D.Rf: - Ei! Eu estou a arrumar!
D.Rn: - Desculpa maninha, não tinha visto!
Passado um bocado.
D.Rn: - É muito linda maninha.
E dá-lhe um beijo na barriga (estava mais à mão).
D.Rf: - Vês? Agora já respeitas a maninha...

junho 18, 2008

R às GaRgalhadas

D.Rf

Íamos no carro e ela houve no rádio "se isto continua assim, o país pára" (ainda sobre a paralização dos camionistas)
- Mamã, o que é que acontece se o país parar?
- O país não pára filha, isto é só uma maneira de falar.
- Mas aquilo que anda à roda...(enquanto faz um gesto com a mão)
- O mundo?
- Sim! O que acontece se o mundo parar?
- O mundo não pára filha.
- Tá bem. Mas e se parasse Como é que parava?
- Não sei, talvez se viesse um cometa contra ele.
- O que é um cometa?
- É uma pedra muito muito muito grande.
- E depois parava como ? Como quando pomos o dedo num pião?
- Sim.
- E o que acontecia?
- Caíamos todos.
- Para onde?
- Para o espaço.
- Mas como é que caíamos para o espaço se o espaço está lá em cima?

É uma metralhadora de perguntas...

Nesta semana de férias e quando acordava ía deitar-se ao pé de mim. Depois pedia-me para jogarmos ao jogo do silêncio. Ela diz uma palavra mas sem emitir som e eu tenho que adivinhar (ler nos lábios) o que ela disse. Ora, estando as duas ainda deitadas e no escuro tornáva-se um bocado difícil (já o é quando está claro) ler nos lábios.
Num desses jogos e como eu não adivinhava o que ela tinha dito ela dáva algumas pistas.
- Começa com um C.
- Um C de cão?
- Sim. E serve para tirar a febre.
Caraças, penso eu a única coisa que me lebro que serve para tirar a febre é o termómetro.
- Termómetro.
- Não. É xarope (charope?)...
E não é que ela tem razão? O xarope tira a febre, o termómetro só a mede...

Estas raparigas dão cabo de mim!!!

D.Rn

Ontem à noite queria qualquer coisa (ja não me lembro o quê) e eu não lhe dei. Berreiro enorme. Vai para a cozinha a chorar, começa a carregar em todos os botões da máquina de lavar a loiça e diz com cara de má:
- Vou estragar a tua máquina!!!

É que estou mesmo feita com esta...